Share →

Definir o que é felicidade não é fácil. O sentimento envolve questões subjetivas, e passa por fatores econômicos, educação, saúde, proteção ambiental, acesso à cultura e bem-estar psicológico, somados a modificações biológicas. Uma coisa é certa: a gente sabe quando está feliz. O difícil é descobrir como conquistar essa tal felicidade.

Os psicólogos afirmam que mesmo ganhando na loteria uma pessoa pode não ser a mais feliz: a felicidade é um estado de espírito que depende de fatores e escolhas individuais. Não há receita. Esse sentimento é mutável, e não se trata de um lugar específico que a gente consiga alcançar e passar o resto da vida. A felicidade é uma conquista diária. O pesquisador Martin Seligman, do Centro de Psicologia Positiva da Universidade da Pensilvânia, autor do livro Felicidade Autêntica (Ed. Objetiva), descobriu que a chave para a felicidade parece estar em nossas qualidades internas e nos pontos fortes de caráter, e não em eventos externos.

Para ele, podemos usar essas qualidades para nos tornar mais felizes em longo prazo. Conversamos com especialistas para ajudá-lo a desvendar o caminho de busca para a felicidade. Leia as questões e pense na resposta que julga correta. Depois, veja a explicação dos especialistas. Confira quantas delas consegue responder corretamente. Quanto mais acertar, mais você está no caminho certo para encontrar a sua tão sonhada felicidade.

Emoções negativas são mais poderosas que as positivas?

Não, são diferentes. Ambas são importantes num contexto evolutivo. Segundo a psicóloga americana Bárbara Fredrickson, uma das principais pesquisadoras deste tema, as emoções negativas servem para resolver problemas de sobrevivência imediata, pois estão associadas a respostas específicas. Quando sentimos emoções negativas, todo o nosso cérebro se foca em como se livrar daquilo que está causando esta emoção. “A positividade modifica não apenas o conteúdo da mente, mas seus limites. Alarga as fronteiras e possibilidades vistas e torna-nos mais receptivos e criativos”, diz Daniela Levy, presidente da Associação de Psicologia Positiva da América Latina (APPAL).

Pessoas felizes são ricas?

Não dá para negar: o dinheiro está relacionado à felicidade. Mas nem por isso as pessoas felizes são ricas. Um levantamento sobre depressão realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), feito em 18 países, indica que a depressão é mais comum em nações ricas do que em pobres. Apesar disso, “nas sociedades capitalistas, o dinheiro garante acesso a bens e serviços necessários para o bem-estar, o que traz felicidade”, diz Naim Akel Filho, coordenador do curso de Psicologia da PUCPR. “Na verdade, o que mais faz diferença para a felicidade é a falta de dinheiro. Se eu não tenho o dinheiro que preciso para conquistar o que desejo e ter uma vida confortável e segura, me sinto infeliz”, afirma Lívia Lopes Lucas professora de psicologia do Complexo de Ensino Superior de Cachoeirinha (CESUCA) .

Que tipo de terapia é utilizado para trazer bem-estar físico e emocional?

“Uma das intervenções positivas de grande demanda hoje é o coaching de bem-estar, que auxilia indivíduos no alcance de metas que aumentam o bem-estar físico e emocional”, sugere Daniela.  Lívia acredita que “o importante é investir no autoconhecimento para descobrir quem você é e o que te faz feliz. Essa é a melhor terapia e a Psicologia pode ajudar nisso”.

Morar em lugares mais badalados traz mais felicidade?

Não, porque depende daquilo que cada pessoa valoriza. Se o indivíduo está inserido em um contexto onde há apoio social e relacionamentos positivos, esses fatores contribuirão para sua realização pessoal. “Não existe uma regra, o caminho mais certeiro para a felicidade é o autoconhecimento e a autoaceitação. Fazer aquilo que faz você se sentir bem, seguir as suas próprias regras”, define Lívia.

O que as comédias e o riso fazem pela saúde?

O bom humor está relacionado à saúde. “Encontrar humor em meio a uma situação estressante diminui o conflito e nos permite retornar a um estado mental e físico mais saudável. O riso reduz os hormônios do estresse, aumenta o nível de endorfinas e neurotransmissores, e tira o foco das emoções negativas como raiva, culpa e estresse”, diz a psicóloga Daniela.

A supressão da tristeza melhora o nível de felicidade?

Não. “A felicidade não é a ausência de tristeza”, diz David Spiegel, MD, diretor médico do Centro de Medicina Integrativa na Universidade de Stanford School of Medicine. Apesar disso, “quanto mais cursos de positividade pelos circuitos neurais, maior expansão terá a mente, aumentando a capacidade de experienciar emoções positivas, conectar com as pessoas e fazer o bem aos outros. As pessoas positivas se aceitam mais, apreciam a subjetividade de outros, e veem sua vida como cheia de propósito e significado”, explica Daniela.

O que traz felicidade: sexo ou dinheiro?

Nenhum dos dois sozinho é capaz de trazer a felicidade. O sexo está relacionado às emoções positivas, o dinheiro, à realização, e ambos são fatores do bem-estar. “Sexo tem um potencial enorme de gratificação física e psicológica. Ocasiona a descarga de tensão e libera hormônios do prazer. Com o dinheiro se pode conseguir uma série de prazeres, como comer e beber bem ou viajar, por exemplo”, explica Akel.

Jovens são mais felizes?

Não é verdade. Diversos estudos mostram que a juventude e a beleza física não se correlacionam com a felicidade. Pelo contrário, parece que a felicidade cresce à medida que as pessoas vão chegando perto da meia-idade. “Muitos jovens sofrem de depressão e o suicídio é muito mais frequente entre pessoas com menos de 60 anos”, afirma Akel.

RESULTADO

Se acertou até 3 questões: é para o outro lado Talvez você esteja focando a busca da felicidade nas questões erradas. Que tal olhar mais para si e tentar descobrir o que te dá prazer? Nem sempre o que faz os outros felizes é o que te dará esse sentimento.

Se acertou entre 4 e 7 questões: continue nessa direção Você já entendeu que a felicidade começa de dentro pra fora e que é preciso se dedicar ao autoconhecimento. Continue na sua busca pois, com certeza, a felicidade já deve estar batendo à sua porta. Esteja atento!

Se acertou 8 ou todas: felicidade é seu estado de espírito! Você sabe muito bem como alcançar a sua felicidade, parabéns! E como deve saber, também, essa é uma busca para toda a vida, e pode ser muito prazerosa.

Por Fernanda de Almeida e Samantha Cerquetani / Ilustração: Melissa Lagôa

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *